domingo, 26 de junho de 2016

Romero diz que pensou em sair do Corinthians com Tite: "É f... ficar fora"



Romero está de volta. Depois de perder espaço com o técnico Tite, hoje na seleção brasileira, o atacante paraguaio voltou a ser titular com Cristóvão Borges. Foi assim nos últimos três jogos, contra Botafogo, Atlético-MG e Santa Cruz, sendo que no último, neste sábado, na Arena Corinthians, ele inaugurou o placar da vitória de 2 a 1.

Depois do jogo, Romero, que mesmo com a reserva manteve-se na artilharia da equipe (soma dez gols na temporada), falou sobre o novo momento que vive e admitiu que pensou em deixar o Corinthians quando Tite ainda estava no comando, deixando até escapar um palavrão durante a entrevista na zona mista.

"Na verdade eu estava um pouco triste porque não estava jogando. Sou o artilheiro do time, é foda você ficar fora, sem jogar, mas acontece", disse o atacante, para depois comentar sobre sua 'quase saída' do clube de Parque São Jorge.

"Falei que, se viesse proposta, eu ia conversar com minha família e empresário, mas agora, com a troca do treinador, ele confia no meu trabalho, valoriza meu trabalho, e fico feliz por isso", acrescentou.

Romero negou qualquer tipo de mágoa com Tite, mas ao mesmo tempo lamentou o momento que passou no banco de reservas, especialmente por, consequentemente, ter perdido espaço também na seleção paraguaia.

"Não falei isso, só acho que acho ele preferia outros jogadores, respeito o trabalho do Tite, mas como falei: minha carreira também está na frente, tenho de olhar a carreira. É difícil para um jogador não jogar. Você perde o ritmo, perde muita coisa. Eu perdi a seleção, mas agora estou feliz por estar jogando", disse o atacante.

Escalado por Cristóvão neste sábado para atuar pelo lado do campo, Romero não 'ficou em cima do muro' e admitiu a preferência pela posição. Porém, ressaltou que pode ajudar o Corinthians na posição que o técnico optar.

"A maioria dos gols que fiz foi jogando pelos lados, me sinto mais cômodo por lá, de frente ao gol, isso que eu quero, no um contra um, sempre. Fico feliz de estar jogando assim agora. Se o Cristóvão precisar de mim como centroavante, não tem problema, mas onde fico mais à vontade é pelos lados", completou.

UOL Esporte