terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Federer atropela Zverev e vai à semi em Melbourne pela 13ª vez em 14 anos

(Foto: Saeed Khan/AFP)


O suíço Roger Federer não abriu espaço para qualquer possibilidade de zebra nesta terça-feira para alcançar sua 13ª semifinal do Aberto da Austrália nos últimos 14 anos. Com controle total da partida, o ex-número um do mundo derrotou o alemão Mischa Zverev por 3 sets a 0, parciais de 6/1, 7/5 e 6/2, em apenas uma hora e 32 minutos de partida.


Desde 2004, Roger Federer só ficou fora da semifinal em Melbourne uma vez, em 2015. Nestes 14 anos, ele conquistou por quatro vezes o título, o último deles em 2010. Aquela edição marcou também a última aparição do suíço em uma decisão do torneio.

Em Grand Slams, Federer continua sua caminhada em busca de seu primeiro título desde Wimbledon 2012, quando chegou ao recorde de 17 conquistas em torneios desta importância.

O suíço, que iniciou a campanha como 17º cabeça-de-chave por causa de seu afastamento do circuito no segundo semestre de 2016, pressionou Zverev desde o início. O alemão eliminou o número um do mundo Andy Murray nas oitavas, mas nesta terça-feira só equilibrou o jogo no segundo set. 

Federer agora enfrentará o compatriota Stanislas Wawrinka, quarto cabeça-de-chave, que se classificou ao derrotar o francês Jo-Wilfried Tsonga em três sets, parciais 7/6 (7-2), 6/4 e 6/3.

Depois de um primeiro set equilibrado, Wawrinka deslanchou na partida e controlou os parciais seguintes para vencer com tranquilidade em duas horas e 14 minutos. Campeão em 2014, o suíço busca seu segundo título em Melbourne. 

"Não é fácil jogar contra ele, a quadra estava muito rápida e ventava, mas fui mais agressivo desde o início", disse Wawrinka.

"Tenho sempre grandes lembranças deste torneio pelo meu título aqui, e não me importa com quem e quando jogue agora. Neste torneio há muitas mudanças, de temperatura, umidade, velocidade das quadras são diferentes", completou.

UOL Esporte