quarta-feira, 26 de abril de 2017

Vasco traça nova filosofia, e Rodrigo está perto de dar adeus ao clube

(Foto: Carlos Gregório Jr. / Vasco)


Após a eliminação no Campeonato Carioca, o Vasco vai passar por mudanças neste longo período até o início do Campeonato Brasileiro, dia 14, contra o Palmeiras, em São Paulo. E a primeira e mais simbólica é a saída do zagueiro Rodrigo. O ex-capitão pediu licença até o fim da semana para resolver problemas particulares em São Paulo, mas a tendência é de que ele nem seja reintegrado e procure outros ares.


Na noite de terça-feira houve uma longa reunião da cúpula do futebol com o presidente Eurico Miranda para traçar estratégias. O desejo é implementar uma nova filosofia de trabalho, e Milton Mendes foi visto como o perfil ideal, de disciplinador. E ele abraçou a causa, o que o faz bater de frente com alguns jogadores. A metodologia de trabalho do treinador causou impacto logo de cara. São mais treinos em dois períodos e mais longos, inclusive em vésperas de jogos.

Quem tiver algum tipo de desgaste poderá ter a saída facilitada. Ou seja, Rodrigo pode não ser o único a dar adeus. A expectativa é de que o clube aposte mais nos jogadores criados na base. Ricardo, do sub-20, deve ser integrado ao elenco profissional. Anderson Martins é outro perto de reforçar o elenco, o que supriria a possível saída de Rodrigo.

O ex-capitão tem contrato com o Vasco até dezembro de 2017. Aos 36 anos, ele chegou ao Vasco em 2014. Logo tornou-se capitão da equipe, posto que só deixou recentemente, após a chegada do amigo Luis Fabiano. Pelo Cruz-Maltino, foi campeão carioca em 2015 e 2016.

Globo Esporte