sexta-feira, 6 de maio de 2016

Lorenzo dita ritmo e domina de ponta a ponta segundo treino do GP da França. Líder, Márquez é 3º

(Foto: Divulgação / Yamaha)


Definitivamente o treino da tarde desta sexta-feira (6) foi bastante tranquilo para Jorge Lorenzo. No ensaio em Le Mans o espanhol não se viu ameaçado em nenhum momento pelos adversários, fechando o dia com o melhor tempo.

Assim que começou a sessão os pilotos logo foram para o traçado. O titular da Yamaha foi logo o primeiro a dar a melhor volta rápida e após assumir a ponta da folha de tempos, de lá não mais saiu.

Andrea Iannone chegou a se aproximar do competidor da moto #99 com os cronômetros zerados, mas nada que fosse tirar sua liderança do pelotão. O titular da Ducati, então, fechou em segundo. Marc Márquez apareceu em terceiro, com Pol Espargaró apareceu em quarto e Aleix Espargaró fechando o top-5. 

Confira como foi o segundo treino livre da MotoGP em Le Mans:

As condições com que os pilotos retornaram para a pista no segundo treino do dia eram mais agradáveis que da manhã. Ainda com céu azul e sol brilhando, os termômetros marcavam 21ºc ambiente e 26ºC no asfalto. Os ventos já sopravam 26 km/h.

Após saírem para o traçado, foi Jorge Lorenzo quem cravou o primeiro melhor tempo. A marca do espanhol era de 1min34s688, 0s590 superior ao segundo colocado do momento, Loris Baz.

Os tempos logo começaram a baixar. O ponteiro, por exemplo, agora marcava 1min35s781. O segundo posto passou a ser agora de Andrea Dovizioso, que era seguido por Scott Redding, Pol Espargaró e Baz.

Quanto mais o tempo no cronômetro passava, mais o espanhol da Yamaha baixava sua marca na sessão. Agora, com 1min33s572, ele era 0s106 mais veloz que Márquez, que assumiu a segunda posição.

Até que então Cal Crutchlow viu que não poderia continuar no treino. Quando vinha em uma curva acabou perdendo o controle de sua moto, parando no chão. O piloto levantou sem maiores lesões, mas não tinha condições de permanecer na pista.

Após 15 minutos de ensaios na França, Valentino Rossi vinha mostrando um desempenho bastante discreto na pista. Com um tempo 0s784 inferior ao de seu companheiro de equipe, ele assumia apenas a décima colocação da tabela.

Com 28 minutos para o final, os competidores realizaram a tradicional parada nos boxes no meio do treino. Lorenzo seguia na liderança, com Márquez, Dani Pedrosa, Andrea Iannone e Andrea Dovizioso logo atrás.


 Com os competidores já todos de volta para o traçado, poucas coisas mudam no pelotão da frente do treino, com todas as posições se mantendo dentro do top-5.

 A nova asa que a Ducati está testando parece estar fazendo um efeito positivo para as motos da equipe. Dovizioso conseguiu melhorar sua marca, pulando para o segundo posto e empurrando a dupla da Honda para baixo.

Em um treino bastante parado, com 15 minutos para as bandeiras quadriculadas indicarem o encerramento da sessão, novamente os pilotos seguiram para os boxes para uma segunda parada.

Apenas dois pilotos permaneceram no traçado, e foram eles Maverick Viñales, que ocupava a sexta colocação, e Aleix Espargaró, que era o nono na tabela de tempos.

Com a maior parte dos competidores já de volta para a pista, Lorenzo não parece preocupado em ser superado. Isso porque o piloto da moto #99 permaneceu em sua garagem, enquanto Dovizioso, que tem uma desvantagem de 0s082, tentava melhorar sua marca.

Perto do fim da sessão Lorenzo mostrou que não estava para brincadeira. Ele chegou a baixar ainda mais sua marca, agora com 1min32s830, aumentando sua vantagem para 0s824.

Quem ainda vinha sem aparecer era Rossi. O italiano estava mais de 1s atrás do ponteiro, figurando apenas na oitava colocação. Quando as bandeiras quadriculadas foram tremuladas, o titular da Yamaha terminou em décimo.

UOL Esporte