domingo, 18 de dezembro de 2016

A pedido de Roger, Atlético-MG blinda e segura Cazares para 2017

Bruno Cantini/Atlético-MG/Divulgação
(Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG/Divulgação)


O Atlético-MG não pretende perder Juan Cazares para a próxima temporada. Mesmo com o assédio do Santos, o clube se resguarda para manter o jogador em 2017. A permanência do equatoriano é um pedido de Roger Machado.


Contratado recentemente para a vaga deixada por Marcelo Oliveira, o treinador informou ao presidente Daniel Nepomuceno, logo em sua primeira reunião, que conta com o dono da camisa 11 para a próxima temporada. A intenção é que o gringo seja aproveitado como organizador do jogo.

Admirador do atleta, Roger só aceita se desfazer de Juan Cazares se houver uma proposta que agrade à diretoria. Portanto, só uma oferta considerada irrecusável fará o meia-atacante se despedir da Cidade do Galo em janeiro do próximo ano.

Nem os problemas extracampo vividos pelo apoiador em 2016 (com Diego Aguirre e Marcelo Oliveira) assustaram o novo treinador do time mineiro. Roger crê que é possível recuperá-lo, inclusive, no aspecto comportamental. A ideia é que ele reproduza o que Douglas fez sob a sua batuta no Grêmio.

Recentemente, o presidente Modesto Roma Júnior estabeleceu conversa com Jorge Marino, empresário de Juan Cazares, para saber a situação do jogador na Cidade do Galo. O agente, entretanto, não gostou do que foi proposto pelo mandatário santista.

Em Belo Horizonte, o equatoriano fatura 50 mil dólares mensais (R$ 169 mil na cotação atual). Ele tem contrato com o Atlético até dezembro de 2019 e teve 50% dos seus direitos econômicos adquiridos por 1,5 milhão de dólares (R$ 5,85 milhões).

UOL Esporte