domingo, 3 de abril de 2016

Em GP movimentado no Bahrein, Rosberg vence a 5ª seguida e abre na ponta

(Foto: Clive Mason/Getty Images)


A nova regra que permite o uso de três compostos de pneus serviu para movimentar o GP do Bahrein, a exemplo do que havia acontecido na primeira etapa do ano, na Austrália, mas não impediu a vitória de ponta a ponta de Nico Rosberg. O alemão, que largou em segundo, assumiu o primeiro posto na primeira curva para vencer pela segunda vez na temporada - e a quinta consecutiva. Com Sebastian Vettel fora mesmo antes da largada, Kimi Raikkonen foi o segundo e Lewis Hamilton foi o terceiro.

Com o resultado, Rosberg já soma 50 pontos no campeonato. Segundo na tabela, Hamilton tem 33 após duas poles positions e duas corridas de recuperação após largadas ruins.

Felipe Massa chegou a ocupar a segunda colocação após excelente largada, mas a adotou uma estratégia equivocada e terminou na oitava colocação. Felipe Nasr chegou a andar nos pontos depois de largar em último, e terminou em 15º.

A primeira baixa da corrida foi Sebastian Vettel, que teve uma quebra de motor ainda na volta de apresentação. Quando as luzes vermelhas se apagaram, Hamilton largou mal e teve de dividir a primeira curva com Rosberg. Para piorar, foi tocado por Bottas, que pulara de sexto para terceiro, e caiu para o sétimo lugar.

Quem se aproveitou da confusão da primeira curva foi Felipe Massa, que teve uma grande largada e escolheu o lado certo, pulando de sétimo para segundo, com Bottas em terceiro, Ricciardo em quarto e Raikkonen, que largou mal, em quinto.

Grosjean chegou a pular para sexto, mas logo foi superado por Hamilton. Mais à frente, Raikkonen passou a ganhar terreno a partir da sexta volta, passando Ricciardo e Bottas. O finlandês sofria com o desgaste de pneus, mas a Williams deu prioridade para Massa, que parou na volta 7 e colocou pneu médio, adotando uma estratégia de uma parada a menos em relação aos rivais diretos. O brasileiro voltou atrás de Felipe Nasr, que ganhou 10 posições nas primeiras voltas, com direito a ultrapassagem por fora no companheiro Marcus Ericsson, mas caiu de rendimento ao longo da prova.

Logo depois que foi para os boxes, Bottas teve um drive through confirmado pela batida com Hamilton e saiu da disputa pelo pódio.

As Mercedes e Raikkonen conseguiram ficar mais tempo na pista, com Kimi e Rosberg os pneus macios para a segunda parte da prova, enquanto Hamilton optou pelos médios.

Após as paradas, Raikkonen voltou com o ritmo muito forte e passou Massa, Ricciardo e Kvyat para se colocar em segundo, atrás de Rosberg. Enquanto isso, Hamilton vinha abrindo caminho, superando Massa e Kvyat e indo à caça de Ricciardo, mesmo com os pneus médios.

Com 20 voltas completadas, o top 10 tinha Rosberg, Raikkonen, Hamilton, Ricciardo, Grosjean, Massa, Verstappen, Vandoorne, Bottas e

Ericsson, que superou Nasr também na pista. Com o rendimento ruim, Massa foi sendo ultrapassado pelos rivais. Com um grande desempenho usando os supermacios novos.

Na 30ª volta, Hamilton antecipou sua parada e colocou os supermacios, uma volta antes de Raikkonen responder e usar o mesmo composto. Rosberg parou logo depois, e também voltou aos pneus de faixa vermelha. Após mais de 20 voltas com os médios, Massa finalmente voltou aos boxes, colocando mais um jogo de pneus médios para tentar ir até o fim, com 26 voltas para a bandeirada.

Apenas 11 voltas após a segunda parada, Raikkonen foi o primeiro a voltar aos boxes entre os ponteiros, colocando os macios para completar as 19 voltas finais. A Mercedes respondeu primeiro com Rosberg, também com os macios. Hamilton ficou três voltas a mais na pista, perdendo um pouco de contato com os dois primeiros, mas tendo pneus mais novos para as voltas finais.

As posições dos três primeiros não se alteraram, com Ricciardo mantendo-se à frente de Grosjean e conquistando o quarto lugar. O francês, mesmo com uma volta parada lenta, conseguiu um quinto lugar com a Haas, seguido por Verstappen, Kvyat, Massa, Bottas e Vandoorne, que pontuou em sua corrida de estreia na Fórmula 1, substituindo o lesionado Fernando Alonso na McLaren.

A terceira etapa do campeonato será disputada daqui a duas semanas, na China.

UOL Esporte