sábado, 16 de abril de 2016

Rivais europeus do Brasil no basquete correm risco de exclusão da Rio-16

(Foto: AFP PHOTO / JORGE GUERRERO)


Espanha e Lituânia, rivais do Brasil no torneio olímpico masculino de basquete, correm risco de serem excluídas dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Isso ocorre pois as federações nacionais destes países estão envolvidas em um imbróglio que tem de um lado a Fiba Europa (divisão europeia da Federação Internacional de Basquete) e do outro a Euroliga.

Estas duas seleções, além de Eslovênia, Croácia, Sérvia, Montenegro, Macedônia, Rússia, Bósnia e Herzegovina, Itália, Grécia, Israel, Turquia e Polônia já foram excluídas do Campeonato Europeu de 2017.

Em carta direcionada para as federações nacionais, a FIBA Europa explica que tomou a medida embasada no Artigo 101(1) de seu regulamento esportivo. O artigo trata de ações antidesportivas. De acordo com a entidade, essas federações europeias teriam tomado medidas nesse sentido a partir do momento em que clubes filiados a ela negociaram contratos com a Euroliga, excluindo outros clubes de participarem da principal competição de clubes da Europa de forma justa e não discriminatória.

Na verdade, a Fiba Europa elabora este movimento pois se mobiliza para criar um campeonato europeu de clubes forte sob a sua chancela, o que não acontece hoje, sendo a Euroliga o torneio mais prestigiado.

"Qualquer federação nacional que der suporte a ações antidesportivas com ligas e clubes estarão automaticamente perdendo o direito de participar de competições sênior masculinas organizadas pela FIBA Europa. Por esse motivo, sua federação está desde já perdendo o direito de participar do Europeu sênior organizado pela FIBA Europa, conhecido também como Euroliga 2017", diz o comunicado revelado pelo jornal espanhol Marca.

A Fiba Europa dá o prazo até o dia 20 de abril para que estas federações nacionais se posicionem a respeito. A entidade informa também que enviou à Fiba Mundial uma cópia da carta para que o órgão decida sobre o que fazer em competições mundiais como a Copa do Mundo e a Olimpíada.

A Fiba Europa pede ainda que que a Fiba faça de novo o sorteio dos grupos do Pré-Olímpicos Mundiais de Basquete que será realizado em junho. A Itália, inclusive, sediará uma das chaves.

A medida não é válida para as seleções femininas destes países.

UOL Esporte