segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Bale vê maior coletividade no Real sem CR7 e revela raiva na última final da Champions

(Foto: Reuters)


A saída de Cristiano Ronaldo do Real Madrid para a Juventus continua a ser assunto no universo merengue. A principal questão levantada é como o time vai se comportar sem sua maior estrela nos últimos tempos. Em entrevista ao jornal inglês "Daily Mail", Gareth Bale destacou que a realidade do time muda, mas enalteceu a maior presença do jogo coletivo dos blancos.

- Obviamente vai ser um pouco diferente não ter um jogador tão grande. Talvez fique um pouco mais relaxado. Suponho que haverá mais jogo de equipe, trabalharemos mais como uma unidade do que como um único jogador - disse Bale.

Bale também relembrou a final da Liga dos Campeões da última temporada, quando o Real Madrid venceu o Liverpool por 3 a 1 eficou com o título. Na ocasião, o galês entrou aos 15 minutos do segundo tempo e marcou os dois gols que deram a vitória aos merengues, sendo um deles um golaço de bicicleta, três minutos depois de entrar no gramado. O camisa 11 revelou que estava chateado por não ter sido titular na partida.

- Estava com raiva, para ser sincero. Sentia que merecia começar jogando. Eu vinha marcando gols. Então, sim, acho que foi difícil deixar a raiva de lado - disse o jogador, evitando comparações com o gol de Cristiano Ronaldo contra a Juventus nas quartas de final.

Apesar da beleza, a bicicleta de Bale não entrou no top 10 gols da Champions League realizado pela Uefa.

- Não sei como não está na lista! Quero saber quem faz a seleção, porque eles querem ser demitidos - brincou o galês.

Agora com um papel de mais protagonismo no Real Madrid, Bale não descarta um retorno às origens no futuro. O jogador destacou que gostaria de um possível retorno à Premier League, mas afirmou que está aproveitando o momento no clube espanhol.

- Posso dizer que sim e não. Você sempre quer voltar e jogar em sua liga local e uma parte de você sempre sentirá falta de sua casa. Mas estou gostando de jogar pelo maior clube do mundo e ganhar títulos - disse.

Globo Esporte