domingo, 9 de setembro de 2018

Absoluto, Dovizioso vê Lorenzo cair e fatura o GP de San Marino da MotoGP

(Foto: Getty Images)


Festa italiana, neste domingo, em Misano. Soberano, Andrea Dovizioso superou o companheiro de equipe Jorge Lorenzo logo no início da prova e não perdeu mais a liderança da corrida. A vitória no GP de San Marino é a terceira do piloto da Ducati #04 na temporada. Agora, ele assume a vice-liderança na tabela com 154 pontos, atrás de Marc Márquez, segundo na corrida e que acumula 221 pontos na briga pelo título de 2018 da MotoGP. Beneficiado pela queda de Lorenzo no final, Cal Crutchlow fechou os três primeiros.

A largada

Buscando a quarta vitória no ano, Lorenzo largou bem, segurando a primeira colocação. Miller conseguiu se manter em segundo, enquanto Dovizioso ultrapassou Márquez para assumir a terceira posição. Na sequência, o italiano ainda superou a Pramac Ducati #43, encostando no companheiro de equipe. Márquez, tentando a recuperação, tomou o terceiro lugar de Miller já na segunda volta. O australiano cairia sozinho no giro seguinte.

Ducati X Ducati

Iniciou-se uma perseguição entre as duas Ducati de fábrica, até que Dovizioso enfim conseguiu superar Lorenzo pela liderança. Márquez observava tudo de perto, enquanto Valentino Rossi fazia corrida discreta, preso na oitava colocação. Em grande prova, Cal Crutchlow veio fazendo fila, superou a Suzuki de Alex Rins e assumiu o quarto posto. Com 17 voltas para o final, Dovizioso anotou 1m32s678 e abriu 8 décimos de diferença para o piloto da moto #99.

Márquez ao ataque

Com 14 voltas para o final, Márquez se aproveitou de um erro de Lorenzo na curva 14 e superou o compatriota.

Três voltas depois, o Espartano tentou a ultrapassagem, chegou a estar à frente do rival, mas não conseguiu recuperar o segundo lugar.

Mas com nove giros para o final, o pentacampeão do mundo se lançou para cima do futuro companheiro de equipe, ultrapassando a Formiga Atômica da Honda #93.

Lorenzo cai, Dovi leva

Faltando sete voltas para o final, Márquez e Lorenzo seguiam se engalfinhando, enquanto Dovizioso abriu larga vantagem na liderança. Com apenas duas voltas para o final, o piloto da Ducati #04 começou a perder ritmo, porém o principal perseguidor, Lorenzo, caiu sozinho na curva 8, deixando a segunda colocação nas mãos de Márquez. Dovizioso, então, partiu tranquilo para vencer pela terceira vez na temporada. Herói local, Rossi foi apenas o sétimo.

Os dez primeiros no GP de San Marino:

1. Andrea Dovizioso (Ducati) - 42m05s426
2. Marc Márquez (Honda), + 2s822
3. Cal Crutchlow (LCR Honda), +7s269
4. Alex Rins (Suzuki), + 14s687
5. Maverick Viñales (Yamaha), + 16s016
6. Dani Pedrosa (Honda), + 17s408
7. Valentino Rossi (Yamaha), + 19s086
8. Andrea Iannone (Suzuki), + 21s804
9. Alvaro Bautista (Angel Nieto Team), +23s919
10. Johan Zarco (Yamaha Tech 3), + 27s559

Polêmica na Moto2

A corrida da Moto2 foi marcada por um incidente muito perigoso protagonizado por Romano Fenati. Irritado após disputa com o compatriota Stefano Manzi, o italiano emparelhou e deliberadamente apertou a alavanca do freio dianteiro da moto do rival. Manzi conseguiu se manter na pista, mas pouco depois foi ao chão. Fenati, por sua vez, tomou bandeira preta da direção de prova e acabou desclassificado.

A vitória ficou com o italiano Francesco Bagnaia, seguido português Miguel Oliveira. O alemão Marcel Schrotter fechou os três primeiros, marcando seu primeiro pódio na categoria. Bagnaia lidera o campeonato com 214 pontos contra 206 de Oliveira.

Itália de novo

Na Moto3, mais um triunfo italiano em Misano. Melhor para Lorenzo Dalla Porta, que venceu pela primeira vez no Mundial. O espanhol Jorge Martin, seguido de Fabio Di Giannantonio fecharam o pódio. Na briga pelo título, disputa acirrada entre Martin, que lidera com 166 pontos, oito a mais que Marco Bezzecchi.

Globo Esporte