segunda-feira, 27 de março de 2017

Botafogo encaminha classificação às quartas de final e acaba com chances do RB Brasil

(Foto: Agência Botafogo)


Em uma noite de pouca inspiração no Moisés Lucarelli, se deu bem aquele que teve mais sorte. Em gols que contaram com desvios dos zagueiros, o Botafogo derrotou o RB Brasil por 2 a 0, em Campinas, e encaminhou bastante sua presença nas quartas de final do Campeonato Paulista. O resultado, apesar de comemorado pelos visitantes, é drástico para a equipe da casa, que pela primeira vez desde que subiu fica fora do mata-mata e ainda corre risco de rebaixamento na última rodada.


Faltou inspiração aos times no ataque. Tanto que os lances que decidiram a vitória do Botafogo tiveram colaboração da defesa. No primeiro, Marcão foi lançado na área, levou a melhor em dividida com Daniel e tocou para o gol vazio (o chute provavelmente sairia se não fosse um desvio de Lucas Taylor). No fim, Wesley arriscou de longe e a bola só entrou porque tocou em Luan Peres e enganou o goleiro do RB Brasil.

A vitória em Campinas manteve a segunda colocação para o Botafogo, que agora soma 16 pontos. Não dá mais para alcançar o líder Corinthians, mas a vantagem é muito boa sobre o terceiro colocado, o Ituano, que tem 13. Para ir às quartas de final, o Tricolor só precisa de um empate na quarta-feira, em casa, contra a Ferroviária, que briga contra o rebaixamento. Se perder, ainda pode passar caso o Ituano não faça sua parte contra o RB Brasil, em Itu.

Do outro lado, o RB Brasil jogou fora a chance de ir para a última rodada vivo na competição. Estacionou nos 12 pontos, cinco a menos que Linense e São Paulo, que agora não podem mais ser ultrapassados. Resta ao time de Alberto Valentim se manter na primeira divisão. O Toro é o 11º na classificação geral, com 12 pontos, acima de Ferroviária (12), Santo André (11), São Bento (10), São Bernardo (10) e Audax (nove). Seria preciso perder para o Ituano na quarta-feira, em Itu, e contar com uma drástica combinação de resultados.

Nem parecia que a vitória era tão importante para as duas equipes. RB Brasil e Botafogo fizeram uma partida tecnicamente sofrível em Campinas, cheia de erros de fundamento e dificuldades no campo ofensivo. Quem chegou mais perto do gol foi o Toro, que criou em chute de longe de Rodrigo para fora e forçou duas defesas de Neneca, que o time não aproveitou o rebote. O Bota se contentou em sair em contra-ataque, mas não teve tanto espaço para colocar em prática a sua estratégia.

Na etapa final, a estratégia botafoguense foi mais eficiente. Rafael Bastos encontrou Marcão livre na área do RB Brasil, e o atacante finalizou sem goleiro depois de ganhar de Daniel na dividida. Alberto Valentim tentou dar mais experiência ao seu time, com as entradas de Denner e Elton, mas a noite não era mesmo do Toro. Já Moacir Júnior colocou Wesley em campo, e o garoto decidiu em chute que desviou na zaga. Thallyson, quando o placar já estava decidido, ainda colocou uma bola na trave para o Toro Loko, que nada mais conseguiu fazer.

Globo Esporte