terça-feira, 28 de março de 2017

CBF lidera ranking inédito de Confederações Brasileiras divulgado pelo IBOPE

(Foto: Reprodução)

Por Nicholas Araujo
Redação Blog do Esporte


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) lidera um ranking inédito divulgado nesta terça-feira (28) pelo IBOPE Repucom, que analisa as pesquisas de marketing esportivo e cultural no Brasil e na América Latina. O “Ranking Digital das Confederações Brasileiras de Esporte” mostra que a CBF tem grande engajamento nas redes sociais, seguido pela confederação do Vôlei e do Jiu-Jitsu.


Ao todo, a CBF tem mais de 17 milhões de seguidores somando as redes Facebook, Twitter, Instagram e Youtube, que deram base para a produção do ranking. A Confederação do Vôlei tem mais de 800 mil seguidores e o Jiu-Jitsu, que chama a atenção nesta classificação, tem mais de 600 mil seguidores.

Segundo José Colagrossi, diretor executivo do IBOPE Repucom, modalidades menos conhecidas tem boa reputação nas redes sociais. ”O nível de engajamento de cada esporte com os internautas não depende apenas do tamanho da base de fãs, mas sim e, principalmente, da qualidade do conteúdo divulgado nas mídias sociais das confederações”, analisa.

Dados da Sponsorlink, pequisa do IBOPE sobre hábitos, comportamentos e atitudes dos fãs de esporte de setembro de 2016 mostra que, quando as pessoas buscam informações esportivas, 46% dos entrevistados sempre recorrem à internet e 42% sempre usam as mídias sociais. De acordo com Colagrossi, isso aumentou a preocupação de patrocinadores esportivos de expor suas marcas em plataformas digitais.

“Na medida em que o objetivo de patrocínio não mais se limita à visibilidade da marca e associação com o patrocinado, mas também foca no engajamento da marca com os fãs, as mídias sociais se tornam fundamentais ao sucesso do patrocínio. Porque este engajamento acontece por meio das plataformas digitais do patrocinado”, concluiu.

O Ranking Digital das Confederações Brasileiras leva em conta as redes sociais de confederações esportivas pertencentes, vinculadas ou reconhecidas pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Confira: