sábado, 11 de março de 2017

Jogadores do Milan vandalizam vestiário do estádio do Juventus após derrota, diz jornal

(Foto: Reprodução)


A derrota no minuto final com um pênalti polêmico para o Juventus parece não ter sido bem digerida pelos jogadores do Milan. Segundo o jornal "Repubblica", os milaneses vandalizaram e causaram danos ao vestiário dos visitantes no "Juventus Stadium". Um dos mais irritados e incontroláveis seria o atacante colombiano Carlos Bacca, que só foi parado pelo técnico Vicenzo Montella, depois de muito trabalho para conter o seu atleta.


- Peço desculpas, em nome da equipe, pela confusão e a agitação após o jogo - disse o técnico do Milan durante a coletiva de imprensa, constrangido com a atitude dos jogadores no vestiário.

Depois de sair atrás do placar em Turim, o Milan buscou um empate ainda no primeiro tempo com Carlos Bacca. Na segunda etapa, o Juventus pressionou para a vitória, mas teve dificuldades com a boa atuação de Donnarumma, que fez grandes defesas. No entanto, aos 49 minutos, Lichtsteiner recebeu pelo lado direito da área e bateu para o meio. A bola foi direto no braço de De Sciglio, que estava bem próximo da jogada. O árbitro não titubeou e marcou pênalti, cobrado e convertido por Dybala, para dar a vitória ao time da casa por 2 a 1.

Segundo o Corriere Dello Sport, foi possível ver os jogadores agitados ainda no campo de jogo. Após o apito final, alguns atletas correram em direção ao árbitro para tirarem satisfações pela marcação polêmica do pênalti. Apesar de Vicenzo Montella afirmar que gostaria que os técnicos fossem conversar com o juiz para tirar eventuais dúvidas, Massimiliano Allegri, treinador do Juventus, preferiu esquivar da polêmica.

- No fim do jogo, eu não tenho lucidez para conversar com os árbitros, que normalmente estão muito cansado. E eles ainda são os melhores para decidir sobre esse tipo de lance. Então, não há necessidade de falar nada - disse Allegri.

Globo Esporte