quarta-feira, 15 de agosto de 2018

No primeiro jogo após Wimbledon, Federer bate alemão e avança em Cincinnati

(Foto: Aaron Doster-USA TODAY Sports)


Não foi a melhor exibição de Roger Federer, mas o suficiente para vencer na estreia do Masters 1000 de Cincinnati. Nesta terça-feira, em seu primeiro jogo após mais de um mês, quando caiu nas quartas de final de Wimbledon, o suíço bateu o alemão Peter Gojowczyk por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 6/4, em 1h12, e avançou à segunda fase da competição.

Na próxima rodada, Federer vai enfrentar o argentino Leonardo Mayer (50º), que passou também nesta terça pelo francês Lucas Pouille (17º) em sets diretos por 7/6 (7) e 6/4. O suíço venceu os dois jogos contra o rival, ambos disputados em quadras rápidas, no Masters 1000 de Xangai, em 2014, e no US Open, em 2015.

Como não jogou em Cincinnati na próxima temporada, Federer não tem pontos a defender na competição. Ainda assim, mesmo que seja campeão e some 1.000 pontos, o suíço não alcança Rafael Nadal, que atualmente tem 3.740 de vantagem na liderança do ranking da ATP.

O jogo

Ainda sem o melhor ritmo de jogo, Federer começou errando bastante e, depois de ver Gojowczyk confirmar o serviço, o suíço precisou salvar dois break points em seu primeiro game de saque. A partir daí, o número 2 do mundo passou a jogar mais solto e foi, aos poucos, tomando as rédeas do confronto. Federer conseguiu chegar à quebra no quinto game, abrindo 4/2 na sequência e ainda salvou outros dois breaks no oitavo para se manter à frente e fechar o set em 6/4.

A segunda parcial iniciou com Federer bastante agressivo nas devoluções para conseguir uma quebra logo de cara e abrir 2/0. Confortável, coube ao suíço apenas controlar o ritmo da partida. Dessa vez sem correr riscos de quebra e se garantindo com o serviço, ele chegou à vitória com um novo 6/4.

Globo Esporte