Pular para o conteúdo principal

Goiano surpreende e deixa dono de 16 títulos brasileiros fora da Olimpíada

(Foto: Reprodução)


Rafael Andrade será o único representante brasileiro na ginástica de trampolim nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O goiano de 29 anos obteve a vaga com um desempenho surpreendente e além das expectativas no Campeonato Mundial de Odense (Dinamarca).

Por ser país-sede, o Brasil tinha direito a uma vaga e seria do melhor colocado no individual, independentemente do gênero. Rafael conquistou 102,325 pontos na soma das duas rotinas e ficou na 36ª posição. 

Ele deixou fora da Olimpíada, Carlos Ramriez Pala - dono de 16 títulos brasileiros e único representante do Brasil no torneio masculino no Pan de Toronto (CAN) - e Camilla Gomes, que eram considerados favoritos à vaga.

Ramirez Pala decepcionou. Com com 64,880 pontos foi o 107°. Já Camilla terminou em 43ª na competição feminina, com 94,400 pontos. Os outros representantes do Brasil no Mundial foram: Luiz Arruda Júnior (93,920 pontos - 72ª colocação), Ingrid Maior (92,400 pontos - 48ª posição) e Daienne Lima (51,510 - 76ª colocação).

"Estou muito feliz. É um sonho que foi concretizado e que marca o início da participação do trampolim brasileiro em Jogos Olímpicos. É motivo de muita honra para mim poder fazer parte desse evento em casa. Minha vida foi dedicada a ginástica e isso me trouxe esse presente. Agradeço a todos que me apoiaram e acreditaram em mim durante todo esse tempo", disse Rafael Andrade.

No Pan de Guadalajara (MEX), em 2011, Andrade foi o primeiro ginasta brasileiro a subir no pódio na competição de trampolim ao ganhar a medalha de prata.

Esta será a primeira vez na história olímpica que o Brasil contará com um representante na modalidade.

UOL Esporte

Comentários