Ferrari confirma retorno de Raikkonen na vaga de Felipe Massa para 2014

Finlandês retorna à equipe pela qual conquistou seu único título mundial, em 2007 (foto) Foto: Getty Images

Finlandês retorna à equipe pela qual conquistou seu único título mundial, em 2007 (foto)

Conforme já era esperado, a Ferrari anunciou nesta quarta-feira o retorno de Kimi Raikkonen à equipe como piloto titular para a temporada 2014 da Fórmula 1. O finlandês correu pela escuderia entre 2007 e 2009, e era titular da Lotus desde seu retorno à F1 em 2012. O acordo tem duração de dois anos.

Em nota oficial de boas-vindas, a Ferrari confirma o acerto. "A Scuderia Ferrari anuncia que chegou a um acordo de colaboração com Kimi Raikkonen. O finlandês correrá ao lado de Fernando Alonso pelas próximas duas temporadas", resume o comunicado.

A contratação de Raikkonen era bastante especulada pela imprensa europeia nas últimas semanas, e ganhou força após Felipe Massa divulgar na terça-feira que não permanecerá no time em 2014. Massa ainda não tem seu futuro definido, mas a vaga deixada pelo próprio finlandês na Lotus é uma possibilidade bastante cogitada.

Aos 33 anos, Raikkonen disputou 52 corridas pela Ferrari entre 2007 e 2009. Ao todo, foram 26 pódios (50%) neste período, ocupando o primeiro lugar em nove ocasiões. Campeão mundial em 2007, graças à vitória cedida por Felipe Massa no Brasil, ele foi ainda o terceiro colocado em 2009.

Raikkonen será companheiro de Fernando Alonso, que tem contrato com a Ferrari até 2016. Curiosamente, foi justamente sobre Fernando Alonso (então na McLaren) que Kimi conquistou seu único título mundial. Alonso era um dos favoritos à conquista, assim como seu então companheiro Lewis Hamilton, mas as falhas na estratégia da McLaren permitiram uma reação improvável: Raikkonen terminou com 110 pontos, contra 109 de Alonso e Hamilton.

Com o acerto, Raikkonen aumenta a lista de pilotos que saíram da Ferrari e acabaram voltando. Alberto Ascari (1950 a 1953, foi para a Maserati e voltou em 1954), Mike Hawthorn (1953 a 1954, depois 1955, e 1957 a 1958), Jacky Ickx (1968, depois 1970 a 1973), Clay Regazzoni (1970 a 1972, depois 1974 a 1976), Mario Andretti (1971 a 1972, depois 1982) e Gerhard Berger (1987 a 1989, depois 1993 a 1995) foram todos recontratados pela escuderia italiana.

Terra

Comentários